domingo, 13 de fevereiro de 2011

O Discurso do Rei

Buenas!

Segundo post meu aqui pelo blog, começando a me aquetar na cadeira do bar hahah. Hoje vou falar sobre mais um filme que assisti para o Oscar. Sim, estou fazendo uma pequena maratona. Não que o Oscar seja o evento cinematográfico, mas vâmocombinar? Até quem fala mal adoooora porque assiste, ah se assiste! Hahahah.

Aproveitando a oportuna estreia de "O Discurso do Rei" nesta sexta ("Bravura Indômita" idem, que devo assistir também em breve), fui hoje aos Cinemas conferi-lo. E vamos aos comentários?



Primeiramente devo dizer uma coisa sobre o filme que me deixou encantada: que trilha sonora linda (!!!). Alexandre Desplat, mais uma vez, arrasando. Não conhece o trabalho dele? Confira os mais recentes em "O Escritor Fantasma", de Polanski, e a primeira parte de "Harry Potter e as Relíquias da Morte", sendo este meu favorito dele até então. Retomando as impressões, vamos falar sobre atuações (rimou rs): Geoffrey Rush... Fantástico (!!!). Cativa desde a primeira vez que surge em cena, tá mandando muito. Colin Firth também merece todos os elogios do mundo e Helena Bonham Carter, sério, sua linda, tá ótima como a esposa companheira, muitas vezes trasmitindo apenas com o olhar seu amor e compaixão pelo marido.

Além de retratar com dignidade o problema da gagueira do Rei, o filme é hábil ao mostrar que ser parte de uma Família Real não é legal não, zente hahah. Não é vida de Princesa da Disney. É muita frieza, formalidade, compromisso com isso e aquilo lá etc. Já imaginou alguém abrindo a porta para você todos os dias? E alguém te dizendo o que você deve fazer, com quem deve falar? Que porrreeee.



Desses problemas surge entre "Bertie" (heheh) e Lionel uma amizade forte e bonita, além de todos os momentos cômicos do filme. E, posso elogiar Geoffrey Rush mais uma vez? Hahah. Teve uma cena que me marcou. Ao conversar com o Rei, ele pergunta: "afinal, o que seria da vida sem os amigos" e eis que o Rei responde: "eu não saberia dizer". Zente, o olhar que ele faz para Rei... Que baita ator.

Além disso, contamos com um figurino sensacional, Fotografia e Direção de Arte idem. A impressão que temos é de que estamos na Inglaterra daquela época, de estarmos assistindo a um filme antigo com qualidade HDTV hahah. Mas assim, impecável.

É um baita drama, com certeza, mas me faltou algo quando saí da sessão, sabem? O filme me fez rir, me emocionou durante, mas no final eu não fiquei "uow!". Isso não o desmerece, nem um pouco, como já deixei claro, ainda é um drama e tanto, melhor que "A Rede Social". E sim, "Cisne Negro" ainda é meu favorito da lista do Oscar até então.

Meu top seria:
1. Cisne Negro/Toy Story 3
2. O Discurso do Rei
3. A Rede Social (que sério, depois desses dois que assisti tá caiindo... sei não)
4. A Origem


E vamos mais, "O Vencedor" e "Bravura Indômita" são os próximos a serem assistidos.
Besos, besos!

Um comentário:

Lara disse...

Nossa Rush atuação maravilhosa, Filme maravilhoso, adorei, e para mim mais que merecido essa indicação.